SEJA VIP!!!

Cadastre-se Para Receber Nossas Atualizações e Descubra Como Organizar Suas Finanças e Alcançar Prosperidade Sem Ser Um Especialista (É grátis!)

Poupar Dinheiro

Como a mudança de hábitos pode ajudar a economizar?

Confira 3 hábitos que podem ajuda-lo a economizar no final do mês.

Desde a chegada da crise, milhões de brasileiros sentem que sua condição financeira ficou mais estreita e não estão conseguindo poupar dinheiro ao longo do ano, principalmente aqueles que gastam mais do que podem. Para tentar sanar esse problema, ao invés de sacrificar-se em um emprego que ganhe mais ou precisar pegar empréstimos e piorar mais ainda o grau da situação, uma opção que pode mudar todo o quadro é repensar seus atuais hábitos de consumo. A princípio podem parecer medidas singelas e que não trarão grandes resultados, mas são exatamente esses maus hábitos que pesam mais no orçamento de cada mês.

Como a mudança de hábitos pode ajudar a economizar?

Veja abaixo 3 mudanças de hábitos que podem ajuda-lo a guardar mais dinheiro:

  1. Diminua as saídas para comer fora

Esse é um dos grandes erros cometidos pelos gastões de plantão. Quem sai muito para comer fora acaba gastando muito mais dinheiro com alimentação e isso é um fato que muitos ignoram, principalmente quem tem preguiça de cozinhar. Não é proibido sair de vez em quando para relaxar e encontrar quem você gosta para degustar gostosuras. Porém, isso não pode virar um hábito se sua prioridade é economizar. Além disso, não adianta nada economizar nos restaurantes e comprar tudo o que se vê pela frente no mercado. É preciso ter conscientização de que você está em um momento delicado financeiramente e deve pontuar tudo o que compra. Assim vai ter mais dinheiro no seu mealheiro.

  1. Pare de comprar coisas supérfluas

Se seu sofá ainda está novo e você quer comprar outro por pura compulsão, isso já é um alerta que demonstra seu descontrole sobre o consumismo. O mesmo vale para a compra de uma TV bem maior se a sua já é grande; um computador ou celular mais potente se você não usa nem 50% das funcionalidades do seu atual; um carro mais potente se você não sai da cidade ou mal precisa dirigir; um vestido mais luxuoso se você só vai usá-lo em uma ocasião, etc. Todas essas pequenas decisões que fazemos quando passamos o cartão de crédito vão sendo empilhadas e uma hora irão desabar sobre nossas cabeças. De parcela em parcela, uma boa porcentagem do salario vai embora. O melhor mesmo é comprar apenas o que será de total utilidade, lembrando que é sempre melhor optar pelo pagamento à vista.

  1. Segure a carteira no fim de ano

Esse gasto é um dos campeões na vida dos brasileiros. O dinheiro investido principalmente nas festas de final de ano pode negativar o saldo de uma pessoa sem planejamento financeiro. Ao invés de sair com os amigos para ter de pagar quatro vezes mais em um restaurante, você pode sugerir, por exemplo, que vocês se encontrem na casa de alguém e cada um leve um prato diferente. Quanto às festas de final de ano, deve haver um planejamento de, no mínimo, 4 meses.

Note que se você não pode bancar uma festa mais extravagante, não é motivo para frustrações, afinal de contas o que conta mais é o momento de confraternização. Os presentes também podem ser mais básicos e a comida pode ser adaptada com outros alimentos. Gaste sempre considerando seus limites para evitar futuras dores de cabeça, além de diminuir os riscos de começar o ano seguinte endividado.

Gostou do artigo?

Entre para nossa lista e receba com prioridade nossas dicas e conteúdos!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.