SEJA VIP!!!

Cadastre-se Para Receber Nossas Atualizações e Descubra Como Organizar Suas Finanças e Alcançar Prosperidade Sem Ser Um Especialista (É grátis!)

Finanças Pessoais

Como descobrir se estou superendividado?

Quer saber se você está superendividado? Confira aqui e aproveite algumas dicas para deixar o seu orçamento positivo.

A crise no país colaborou para que muitas pessoas ficassem no “vermelho”, estourando o orçamento familiar. Se as suas dívidas já somam mais da metade de todo o orçamento da casa e o seu nome está sujo, então você está com sérios problemas financeiros e pode até estar superendividado.
Como descobrir se estou superendividado?

Será que estou superendividado?

Mas o que significa estar superendividado? Um superendividamento é quando uma pessoa não consegue pagar todas as suas dívidas dentro de um determinado prazo. Isso ocorre por que possui renda menor do que as dívidas existentes e entre essas dívidas, pode estar empréstimos realizados em uma ou mais instituições financeiras.

Então, se a sua dívida é maior do que a renda mensal da casa, você está superendividado. A maior parte dos brasileiros tem alguma dívida, afinal, para adquirir a casa própria ou até mesmo o carro, acabamos por optar pelo financiamento, não é mesmo?

Por isso, ficar com dívidas acima do que o ganho mensal acaba sendo uma realidade comum para várias pessoas. Isso ocorre porque, além do financiamento, ainda temos contas comuns para pagar, como água, luz, telefone, mercado, faculdade/escola, cartão de crédito, carnês, entre outras.

Como me livrar do superendividamento?

Conforme uma pesquisa realizada no início desse ano, muitas famílias foram afetadas pela crise no país, o que aumentou o número de pessoas inadimplentes. Entre todos os fatores que levaram à inadimplência, o maior vilão é o cartão de crédito, somando 77,3% do saldo negativo mensal.

Já a dívida com a casa ou com o financiamento do carro chegou a 12% e isso mostra que as pessoas estão mais interessadas em manter seu bem, já que em ambas as situações o nome continuará negativado. Em relação ao financiamento pessoal, o índice mostra um total de 10,8%.

Independente de qual seja os motivos que o levaram ao superendividamento, se você quiser mudar esse cenário, terá que procurar os seus credores para renegociar as suas dívidas. É importante que você entenda o que está sendo cobrado, como as taxas, por exemplo, e peça descontos para quitar as dívidas à vista.

Depois, centralize o valor das dívidas em uma só, aproveitando as opções de empréstimo para negativados. Assim você consegue desconto maior para quitar o que deve, já que estará pagando à vista, e ainda não se perde com tantos carnês/boletos, focando em uma conta só. Mas para que você consiga cumprir com os pagamentos, corte gastos desnecessários.

Como conseguir cumprir com o acordo

Para cumprir o acordo que fez com os seus credores, você precisa ter uma visão do valor geral das suas dívidas. Coloque na ponta do lápis todas as suas contas básicas, como luz, água, telefone, moradia, alimentação e transporte. Depois, considere 30% da renda da casa voltado para as despesas.

E lembre-se de que se você não tiver uma educação financeira, ou seja, comprar com total planejamento, voltará a ser um superendividado. Nunca compre por impulso e não caia na armadilha do crédito fácil, pois esses são portas abertas para o acúmulo de dívidas.

Por: Andréia Silveira, colaboradora do site Empréstimo.

Gostou do artigo?

Entre para nossa lista e receba com prioridade nossas dicas e conteúdos!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

2 Comentários

  1. Casa Bona disse:

    Parabéns pela matéria, me agregou muito

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.