SEJA VIP!!!

Cadastre-se Para Receber Nossas Atualizações e Descubra Como Organizar Suas Finanças e Alcançar Prosperidade Sem Ser Um Especialista (É grátis!)

Empreendedorismo

Dicas para o microempreendedor individual

A cada ano, mais pessoas se interessam em trabalhar por conta própria se tornando um microempreendedor individual, contribuindo para a movimentação da economia do país e ao mesmo tempo regularizando sua situação cadastral.

O profissional autônomo cadastrado como microempreendedor individual, passa a ter cobertura para aposentadoria, invalidez por tempo de serviço do INSS e ainda pode emitir nota fiscal, solicitar empréstimo ao banco para alavancar os negócios e tudo o mais como uma empresa, além de ter o CNPJ que permite fazer contratos e contratar uma pessoa como funcionário. Resumido, as vantagens de se oficializar como microempreendedor são muitas e o valor da contribuição mensal é baixo.

Dicas para o microempreendedor individual

Sair da informalidade é o primeiro passo para tornar seu negócio mais visível e poder fechar contratos com empresas que, em geral, exigem CNPJ.

Ter o seu próprio negócio é uma ótima oportunidade de gerar renda, porém, o empreendedor precisa estar atento as novidades, acompanhar o mercado financeiro e se manter bem informado. No mundo dos negócios, as novidades não param de chegar, mas é importante manter a calma antes de se precipitar e investir no primeiro conto de fadas que aparecer, afinal, contos de fadas soa fábulas e não fazem parte do mundo real, não é mesmo?

Quem está chegando agora no mercado de negócios e tem dúvida sobre qual o negócio ideal, ou melhor; no que deve investir, tenha atenção quanto às propostas de modismo, algumas dão certo, mas a maioria passa rápido como uma estação climática que logo após o boom, cai no esquecimento.

Lembre-se: empreendedorismo requer foco e determinação.

O empreendedor que já definiu onde e no quê investir, fica mais fácil, porém é preciso adotar algumas regras para o negócio prosperar.

Planejamento – Essa é a dica básica, nada pode nem consegue se manter muito bem sem planejamento, que aliás, é a palavra de ordem para o micro, pequeno, médio ou grande empresário e empresa. É de suma importância criar um plano de negócios, traçar metas, estipular o orçamento contendo valor do capital para o investimento, tempo estimado para o retorno dos lucros, tempo previsto de carência, definir principais condições de termos de trabalho, apresentação de projeto, divulgação, espaço físico e mídia.

Tudo isso deve ser organizado em planilhas para melhor controle e se tiver outros assuntos pertinentes ao planejamento devem ser inseridos.

Cada segmento exige um tipo de funcionamento, mas em geral todos partem do planejamento.

Outro detalhe importante é refletir é sobre o público-alvo para definir metas de como fazer a apresentação do serviço ou produto.

Gostou do artigo?

Entre para nossa lista e receba com prioridade nossas dicas e conteúdos!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.