Livros Reginaldo de Souza

Os 10 mandamentos da prosperidade

Os 10 mandamentos da prosperidade é a nova obra do Marcos Silvestre, autor dos  livros “12 Meses Para Enriquecer” e “Investimentos à Prova de Crise“. Se você desejar adquirir o livro, poderá aproveitar a oferta da Livraria Cultura. Para isso basta clicar aqui!

Como já é sabido, grande parte dos brasileiros não teve uma boa educação financeira em sua vida , e em função disso acaba pensando e agindo como pobre, e apesar de trabalhar bastante, nunca consegue atingir sua a prosperidade. Na verdade, acaba conseguindo empobrecer cada vez mais.

Você ganha pouco ou só pensa que é pobre?

Para o economista e orientador financeiro Marcos Silvestre, autor do livro “Os 10 Mandamentos da Prosperidade” , o problema principal dos brasileiros, ao lidar com as finanças, é achar que sempre ganha menos do que deveria, e não valorizar a renda que tem. “Falta planejamento financeiro”, diz.

 

Os 10 mandamentos da prosperidade

 

Segundo ele, se a pessoa acredita que seus ganhos mensais são insuficientes, é preciso fazer com que o salário, ou o lucro do seu negócio, rendam mais qualidade de vida.

“Planejar e controlar gastos têm um único objetivo, que é liberar dinheiro bom, antes empatado em gastos ruins, para que você o empregue na compra de mais qualidade de vida”, afirma. “Nunca apele para dívidas para corrigir o problema, pois elas terão efeito contrário, que é achatar seu poder de compra”, afirma.

O professor explica que contrair dívidas para atingir um padrão de consumo desejado tem o efeito contrário ao esperado, porque parte da renda precisa ser desviada para pagar juros. “Já o planejamento financeiro – juntar o dinheiro antes, aplicar, ganhar juros, pagar à vista com desconto -, é, sem dúvida, o caminho da prosperidade”, diz.

Lições de orientação financeira

No livro, o economista lista dez lições cujo objetivo é fazer com que as pessoas consigam perceber que podem ter uma vida financeira sólida, com realização pessoal e material. “São lições que vi funcionarem nos meus 25 anos de orientação financeira a famílias”, diz.

Os dez mandamentos são:

  1. Valorizar o trabalho
  2. Gastar bem
  3. Evitar dívidas
  4. Poupar sempre
  5. Investir direito
  6. Ganhar juros
  7. Comprar à vista
  8. Batalhar descontos
  9. Aproveitar tudo
  10. Cultivar a gratidão

>>>Clique aqui e adquira o livro!!!

Dentre esses ensinamentos, Silvestre diz que o ponto mais problemático é a valorização do trabalho. Segundo ele, as pessoas acreditam que basta ganhar bem que todos os problemas estão resolvidos.

“Isso é um baita de um preconceito furado. Vi gente humilde lidando melhor com o dinheiro que pessoas muito ricas, que, por não valorizarem o dinheiro que tinham, acabaram bastante endividadas”, diz.

O segredo, segundo ele, está em viver conforme a renda. “Não existe essa de ter despesa maior que a receita. Não existe isso de não consigo cortar. Todo mundo que quiser prosperar de forma duradoura precisa adequar seus gastos e poupar.”

Gaste bem, evite dívidas e poupe sempre

Como saber que uma dívida é boa? Para isso, é preciso avaliar a motivação que o levou a se endividar. Se a dívida permite trazer um bem ou serviço essencial para a vida antes de ter o dinheiro pronto, é um indício de que a dívida vale a pena.
“Se endividar para comprar uma máquina que irá gerar mais renda, ou a casa própria, por exemplo”, afirma. “Mas se endividar para atender aos apelos da propaganda é quase sempre um problema.”
Silvestre diz que as famílias prósperas que conhece poupam, no mínimo, 10% do salário líquido com regularidade. “Uma família que não poupa constantemente não consegue viver longe das dívidas.”

Dicas para prosperar

  • Ser econômico não significa riscar da sua lista de compras tudo o que é bom. A diferença é que, planejando, até os gastos mais extravagantes podem caber no bolso
  • Você não é baratinho e seu tempo não é baratinho. Se um profissional ganha R$ 4.000 líquidos e trabalha dez horas por dia, cada hora de seu trabalho vale R$ 20 (considerando 20 dias de trabalho por mês). Assim, a cada R$ 20 gastos, terá de trabalhar mais uma hora inteira para compensar. Reflita se vale a pena
  • Fuja das liquidações só porque todo mundo está comprando. Pense: “eu realmente preciso daquilo?”
  • O verdadeiro custo de uma mercadoria pode ser obtido dividindo-se o valor do bem comprado pelo número de vezes em que ele será utilizado
  • Se deseja ter dinheiro para gastar com algo que você quer muito, aprenda a enxugar gastos com as coisas que quer menos
  • Quem gasta com bobagem fica sem dinheiro para gastar com o que interessa


Gostou do artigo? Aproveite também para baixar o  E-book Grátis: 10 Dicas Estratégicas de Kim e Robert Kyosaki para uma Vida Livre das Dívidas.

Clique aqui e baixe o seu!!! 

Sobre o autor | Website

Meu nome é Reginaldo de Souza e sou o autor e fundador do Escolhas Financeiras. Sou Contador e apaixonado por Finanças Pessoais, Investimentos e Marketing Digital.

Cadastre-se para receber nossas dicas e atualizações!

100% livre de spam.