Faça Seu Cadastro e Torne-se um Expert em Finanças Pessoais!

Receba as melhores dicas sobre como economizar dinheiro e controlar suas finanças!

Imposto de Renda Reginaldo de Souza

Entenda o Imposto de Renda

Você sabe por que devemos fazer a declaração? Entenda o Imposto de Renda, saiba o que é, e como começou.

Se você recebeu em 2014 rendimentos tributáveis acima de R$ 26.816,55, ou seja, uma renda mensal superior a R$ 2.235,00, não tem como fugir. Está realmente dentro de cerca de 27,5 milhões de brasileiros obrigados a fazer a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, o IRPF.

Conforme escrevemos em artigos anteriores, o prazo se encerra impreterivelmente no dia 30 de abril.

Veja abaixo os artigos:

Entenda o Imposto de Renda

O que é Imposto de Renda?

De forma geral, o Imposto de Renda é o principal tributo brasileiro. Trata-se de uma contribuição aos cofres públicos que é calculado sobre nossos rendimentos. Ele é cobrado de tanto de pessoas físicas como de pessoas jurídicas. As alíquotas e faixas de valores variam conforme o contribuinte.

Em todos os anos, a receita Federal reajusta o teto dos isentos, e neste ano, e aqueles que ficaram abaixo dos valores acima citados não precisam declarar.

Como começou?

Um dos primeiros registros de um imposto sobre a renda vem da Inglaterra, instituído em 1799 para financiar a defesa contra os ataques de Napoleão. Logo em seguida ele foi extinto, entretanto retornou anos depois.

No Brasil, com o formato que conhecemos hoje, foi criado em 1922. Porém, antes dessa data, houve muitas tentativas de implantação do Imposto de renda no Brasil, só que o sistema econômico da época não tinha instrumentos para viabilizar a sua implantação.

Para onde vai o Imposto de Renda?

O pagamento do Imposto de Renda é um dever do cidadão, e da mesma forma é um dever do Estado informar para onde vão os recursos recolhidos com os impostos. Pois eles têm fundamental importância na promoção do crescimento econômico e desenvolvimento social do País.

De acordo com as informações da Receita Federal, o dinheiro que pagamos de imposto é utilizado diretamente pelo Governo Federal. Uma considerável fatia retorna para os estados e municípios para ser aplicada em suas administrações. Recursos importantes são direcionados à saúde, à educação, à programas de transferência de renda e de estímulo à cidadania, como nosso conhecido Bolsa Família.

Parte dos recursos obtidos com impostos vai para programas de geração de empregos e inclusão social, tais como:

  • plano de reforma agrária;
  • crédito rural para a expansão da agricultura familiar;
  • plano de construção de habitação popular;
  • saneamento e reurbanização de áreas degradadas nas cidades.

Outra parte dos impostos arrecadados é destinada à:

  • construção e recuperação de estradas;
  • investimentos em infra-estrutura;
  • construção de portos, aeroportos;
  • incentivos para a produção agrícola e industrial;
  • segurança pública;
  • estímulo à pesquisa científica, ao desenvolvimento de ciência e tecnologia;
  • cultura e esporte, e
  • defesa do meio ambiente.

Com o dinheiro dos impostos também pagamos os salários de todos aqueles investidos em cargos públicos, onde podemos incluir Presidente, Governadores, Prefeitos, vereadores, deputados e senadores. Bem como os demais servidores públicos.

Por isso, vemos sempre artigos e notícias que buscam ressaltar a importância de uma melhor gestão do dinheiro público. Não é exagero também dizer aqui que a escolha de bons políticos tem um impacto financeiro grande em seu bolso.

Quanto pior a gestão do dinheiro dos impostos, mais impostos terão de ser arrecadados.

Espero também que com esse artigo, você entenda melhor seu Imposto de Renda e pense muito na hora de fazer suas escolhas nas eleições para que esse dinheiro possa ser sempre bem aplicado.

Quer aprender a administrar seu dinheiro e livrar-se das dívidas? Então clique aqui e conheça o curso GRATUITO do Professor Dr. Elisson Duarte sobre como economizar e investir dinheiro! São três vídeo aulas imperdíveis!

Sobre o autor | Website

Meu nome é Reginaldo de Souza e sou o autor e fundador do Escolhas Financeiras. Sou Contador e apaixonado por Finanças Pessoais, Investimentos e Marketing Digital.

Gostou do artigo?

Entre para nossa lista e receba com prioridade nossas dicas e conteúdos!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

CommentLuv badge

5 Comentários

  1. Marta disse:

    Muito bom todas as informações fornecidas! Sempre tive dúvida sobre imposto de renda, como funciona, quais as porcentagens que são descontadas e, principalmente o que é feito com a arrecadação do imposto de renda. Esclareceu muito minhas dúvidas. Parabéns.

  2. Tabata disse:

    muito bom todas as informações fornecidas! Sempre tive dúvida sobre este assunto. Obrigado pelo texto

  3. É triste ver que um artigo tão bem explicado como na parte onde explica na parte para onde vai nossos tributos na verdade não é respeitado, quando nossos governantes simplesmente tem como bolso o real destino.
    Enfim, deixando isso de lado, sempre fui bem confuso em como pagar meus tributos da maneira correta, obrigado pela postagem, foi esclarecedora.

  4. Melhor resumo sobre imposto de renda que já vi!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Conquiste Sua Independência Financeira

Conquiste Sua Independência Financeira

Mais de 5.000 leitores inteligentes recebem informações valiosas sobre como poupar, investir e ganhar dinheiro — e você é inteligente também! 

Cadastre aqui seu melhor e-mail (É grátis)

You have Successfully Subscribed!

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.